Anúncios

as vozes

Na  escuridão da noite, a luz mortiça,

Ouço um rumor confuso,apavorante,

coro infernal que um dia ouvira o Dante,

vozes do ódio , vozes da cobiça.

E cresce e cresce  mais , e, avassalante,

furor insano, bestial loucura,

a terra  cobre e treme de amargura

a própria terra, no tremendo instante.

Mas um coro crescente, uma onda pura,

vozes que as almas  límpidas conclamam

o horror exprime desta noite escura.

 E ouço estas vozes pávidas  que clamam:

“Homem, recusa a trágica aventura,

pensa um momento: Em nome dos que amam”

Anúncios

RECONHECIMENTO E MÉRITO

RECONHECIMENTO E MÉRITO

Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava um determinado espécie. Um
dia ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo. Assim,
ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo.
Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário:
– Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento
durante três dias, no terceiro dia eu retornarei e caso ele não esteja
melhor, será necessário sacrificá-lo. Neste momento, o porco escutava toda
a conversa.
No dia seguinte deram o medicamento e foram embora.
O porco se aproximou do cavalo e disse:
– Força amigo! Levanta daí, senão você será sacrificado!
No segundo dia, deram o medicamento e foram embora.
O porco se aproximou do cavalo e disse:
– Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer! Vamos lá, eu te ajudo a
levantar!
Um, dois, três… No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário
disse:
Infelizmente vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode
contaminar os outros cavalos. Quando foram embora, o porco se aproximou do
cavalo e disse:
– Cara é agora ou nunca, levanta logo! Coragem!
Isso, devagar! Ótimo, vamos, um, dois, três, legal, legal, agora mais
depressa vai… Fantástico!
Corre, corre mais! Você venceu, Campeão!
Então de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:
– Milagre! O cavalo melhorou. Isso merece uma festa…
Vamos matar o porco!
“Quantas vezes isso acontece dentro de uma empresa e ninguém consegue
perceber, que o coitado do porco é que merecia todo o mérito pelo sucesso”.

Saber viver é uma arte! Seja um artista em sua vida!
AUTOR DESCONHECIDO.

peito e clamam universos

peito e clamam universos.

 

                                              Conversando com um velho homem, um jovem desabafou:

– Há tanto tempo venho querendo conhecer uma garota e hoje,
conseguindo falar-lhe por telefone, fiquei decepcionado

– Mas por que? – indagou o velho homem.

– Eu lhe perguntei timidamente como ela era
e ela – rindo! – respondeu: sou verde.

– E por que a resposta o chocou?

– Ora, amigo, ela estava debochando de mim!

Ouvindo isso, o velho homem pôs-se a falar:

– Meu jovem, você não entendeu que ela
estava se comparando a uma árvore

– Árvore? Como assim?!?

– Menino, as mulheres são como as árvores:

– Elas fincam raízes no solo dos nossos corações;

– Têm paciência e capricho com o próprio crescimento;

– Seus braços são poderosos e, ao abraçá-las,
nossos espíritos recebem renovadas energias;

– Elas amam e cuidam dos seus frutos, mesmo sabendo que
um dia o mundo os levará para longe delas.

– Outras – aquelas que não dão frutos – oferecem sua sombra
àqueles que necessitam de descanso;

– Quando açoitadas por fortes ventos da vida,
elas emanam o perfume da força e da fé,
acalmando-nos, por mais assustadora que seja a noite;

– Sua seiva são as lágrimas de dor ou de alegria
quando em presença do machado ofensor
ou do regador daqueles que as amam,

– Seus corações vão alto o suficiente para escutarem
mais de perto os recados do céu;

– Elas reverdecem as florestas dos homens, as ruas das cidades,
as avenidas, os acostamentos de estradas e as beiras de rios;

– Elas entendem o canto dos passarinhos e, mais do
que ninguém, elas valorizam e protegem seus ninhos;

– Suportam melhor a solidão e as vicissitudes
que a Vida às vezes nos impõe;

– No mundo, elas nascem em maior número para que
o verde da esperança jamais empalideça.

– Meu menino, todas as mulheres são árvores,
todas as mulheres são verdes.”

Ao final desse relato, refletiu o rapaz:

– Eu tenho um triste jardim no peito:
nele está faltando uma árvore…

…e correu para o telefone mais próximo…

Eu te deixei ir, mas a saudade ficou — Jornalismo de Boteco

Hoje eu parei, olhei para o lado e comecei a pensar em nós, em como tudo era diferente, em como sabíamos onde nos encontrar e o melhor: raramente nos perdíamos. Pensei e senti saudades de quando éramos um só. De quando dava merda no meu dia e eu corria para discar o teu número e […]

via Eu te deixei ir, mas a saudade ficou — Jornalismo de Boteco

Caminhar

Caminhar


Já caminhei tanto nesta praia
Pelas mesmas areias que caminhas
Já cheguei a sentir você do meu lado…
Já senti tanta coisa com você
Mesmo sem ter nunca te tocado!
Foram momentos especiais…
Você sempre foi motivo de alegria…
Sonhava um dia te conhecer,
tocá-la
Mas o tempo é cruel
E me mostrou a dura realidade!
Nossa realidade é virtual
Uma conexão eletrônica onde nossos
sentimentos navegam…
Hoje entendo que não seria possível meu sonho!
Foi um lindo sonho bom
Daqueles que a gente precisa pra levar a vida,
mas já é hora de acordar
e prosseguir…
Não queria que fosse assim
Desejava que fosse diferente…
Onde estiver sempre levarei você!
Uma doce lembrança que sempre
desejarei conservar…
Em meus pensamentos, você ainda
será minha, somente minha!
Caminharemos muitas vezes
nesta praia que tanto gosto
E, de vez em quando, sairei do virtual
para caminhar nestas areias,
Sentir o vento,
o cheiro de teus cabelos
a cor de seus olhos,
que não pude ver e sentir…
Não fique triste não,
a vida é assim mesmo!
É um vai e vem que dura
uma fração apenas…
Foi bom enquanto durou;
uma eternidade!
Volto à solidão, minha realidade…
Mas volto diferente, renovado,
Satisfeito por saber que
roubei tua atenção,
teu carinho e teu amor!
Não chores não,
senão eu também chorarei…
Sorria, menina,
foi muito bom conhecê-la assim…
O destino,
este danado que brinca com a gente!
Mesmo sem aceitar somos obrigados
a seguir as trilhas por ele traçadas…
Sabemos de nossos compromissos,
sabemos que ninguém fará
nada por nós
Então, cabe a nós a doce lembrança
de um amor tão grande que criou asas
e voou levando eu e você a um paraíso
que não poderemos desfrutar…
Mas o amor não acabou não!
Meu coração ainda reclama você…
Sinto uma saudade danada
que eu sei nada vai curar…
Somente não vou deixar o ciúme
que sinto por você destruir
algo tão lindo…
Por isso decidi trancar este amor
no meu coração…
Perdoe-me amor,
mas não posso mais..
.

A mais bela flor

O bosque estava quase deserto quando o homem sentou-se para ler embaixo dos longos ramos de um velho carvalho.

Estava desiludido da vida, com boas razões para chorar, pois o mundo estava tentando afundá-lo.

E como se já não tivesse razões suficientes para arruinar o seu dia, um garoto chegou, ofegante, cansado de brincar.

Parou na sua frente, de cabeça baixa e disse, cheio de alegria:

  • Veja o que encontrei!

O homem olhou desanimado e percebeu que na sua mão havia uma flor.

Que visão lamentável! Pensou consigo mesmo. A flor tinha as pétalas caídas, folhas murchas, e certamente nenhum perfume.

Querendo ver-se livre do garoto e de sua flor, o homem desiludido fingiu pálido sorriso e se virou para o outro lado.

Mas ao invés de recuar, o garoto sentou-se ao seu lado, levou a flor ao nariz e declarou com estranha surpresa:

  • O cheiro é ótimo, e é bonita também…

  • Por isso a peguei. Tome! É sua.

A flor estava morta ou morrendo, nada de cores vibrantes como laranja, amarelo ou vermelho, mas ele sabia que tinha que pegá-la, ou o menino jamais sairia dali.

Então estendeu a mão para pegá-la e disse, um tanto contrafeito:

  • Era o que eu precisava.

Mas, ao invés de colocá-la na mão do homem, ele a segurou no ar, sem qualquer razão.

E naquela hora o homem notou, pela primeira vez, que o garoto era cego e que não podia ver o que tinha nas mãos.

A voz lhe sumiu na garganta por alguns instantes…

Lágrimas quentes rolaram do seu rosto enquanto ele agradecia, emocionado, por receber a melhor flor daquele jardim.

O garoto saiu saltitando, feliz, cheirando outra flor que tinha na mão, e sumiu no amplo jardim, em meio ao arvoredo.

Certamente iria consolar outros corações, que embora tenham a visão física, estão cegos para os verdadeiros valores da vida.

Agora o homem já não se sentia mais desanimado e os pensamentos lhe passavam na mente com serenidade. Perguntava-se a si mesmo como é que aquele garoto cego poderia ter percebido sua tristeza a ponto de aproximar-se com uma flor para lhe oferecer.

Concluiu que talvez a sua auto-piedade o tivesse impedido de ver a natureza que cantava ao seu redor, dando notícias d

e esperança e paz, alegria e perfume…

E como as Leis da Vida são misericordiosas, permitiram que um garoto privado da visão física o despertasse daquele estado depressivo.

E o homem, finalmente, conseguira ver, através dos olhos de uma criança cega, que o problema não era o mundo, mas ele mesmo.

E ainda mergulhado em profundas reflexões, levou aquela feia flor ao nariz e sentiu a fragrância de uma rosa…

Verdadeiramente cego é todo aquele que não quer ver a realidade que o cerca.

Tantas vezes, pessoas que não percebem o mundo com os olhos físicos, penetram as maravilhas que os rodeiam e se extasiam com tanta beleza.

Talvez tenha sido por essa razão que um pensador afirmou que “o essencial é invisível aos olhos.”

 

Sacanagem com ‘Sacanagem’ se paga — Meu-postador

Sacanagem com ‘Sacanagem’ se paga … Um milionário, de passagem por S.Paulo, entra no luxuosíssiomo restaurante e senta no piano’s bar. Chama o Chef , pede uma dose de whisky Royal Salut e a reserva de uma mesa para jantar. Após a quarta dose, indica ao Chef que irá para a mesa, sendo atendido prontamente. […]

via Sacanagem com ‘Sacanagem’ se paga — Meu-postador

Sacanagem com ‘Sacanagem’ se paga — Meu-postador

Sacanagem com ‘Sacanagem’ se paga … Um milionário, de passagem por S.Paulo, entra no luxuosíssiomo restaurante e senta no piano’s bar. Chama o Chef , pede uma dose de whisky Royal Salut e a reserva de uma mesa para jantar. Após a quarta dose, indica ao Chef que irá para a mesa, sendo atendido prontamente. […]

via Sacanagem com ‘Sacanagem’ se paga — Meu-postador

Confira Estas Super Frases

Confira Estas Super Frases:

  • A abstinência é um boa coisa, desde que praticada com moderação. (Anônimo)

  • Não se ama duas vezes a mesma mulher. (Machado de Assis)

  • O carro que mais vende no Brasil é o carro usado. Por que as montadoras não passam a fabricar carros de segunda mão? (Carlito Maia)

  • É claro que uma relação platônica é possível; mas só entre marido e mulher. (Anônimo)

  • O homem casado que não transar com as amigas da mulher, vai transar com quem? (Eduardo Mascarenhas)

  • Os baianos invadiram o Rio para cantar “Ó que saudade da Bahia…”. Bem se é por falta de adeus, PT saudações. (Paulo Francis)

  • O casamento é o preço que os homens pagam pelo sexo; o sexo é o preço que as mulheres pagam pelo casamento. (Anônimo)

  • Errar é humano, mas para se fazer uma monstruosa cagada é preciso um computador. (Anônimo)

  • Não confio em produto local. Sempre que viajo, levo meu uísque e minha mulher. (Fernando Sabino)

  • Só acredito naquilo que posso tocar. Não acredito, por exemplo, em Luiza Brunet. (Luis Fernando Veríssimo)

  • Mulher só é fiel à moda. (Justino Martins)

  • Política tem esta desvantagem: de vez em quando o sujeito vai preso em nome da liberdade. (Stanislaw Ponte Preta)

  • Muitas mulheres consideram os homens perfeitamente dispensáveis no mundo, a não ser naquelas profissões reconhecidamente masculinas, como as de costureiro, cozinheiro, cabeleireiro, decorador de interiores e estivador. (Luís Fernando Veríssimo)

  • Alguns livros são do tipo que, quando você os larga, não consegue pegar mais. (Millôr Fernandes)

  • Ele transa bem? Leva você para comer bons queijos e vinhos? É seu amigo? Então fica com ele. É o máximo que você vai conseguir de um homem. (Marília “Gabi” Gabriela)

  • Se o sujeito está com o rabo no forno e a cabeça na geladeira, não se pode dizer que ele está com uma ótima temperatura média. (Delfim Netto)

Querido Diário

Querido Diário
Hoje começo a fazer dieta. Preciso perder 8 kg. O médico aconselhou a fazer um diário, onde devo colocar minha alimentação e falar sobre o meu estado de espírito. Sinto-me de volta a adolescência, mas estou muito empolgada com tudo. Por mais que dieta seja dolorosa, quando conseguir entrar naquele vestidinho preto maravilhoso, vai ser tudo de bom.

Primeiro dia de dieta.
Um queijo branco. Um copo de diet shake.
Meu humor está maravilhoso. Me sinto mais leve. Uma leve dor de cabeça talvez.

Segundo dia de dieta.
Uma saladinha básica. Algumas torradas e um copo de iogurte. Ainda me sinto maravilhosa.
A cabeça doi um pouquinho mais forte, mas nada que uma aspirina não resolva.

Terceiro dia de dieta.
Acordei no meio da madrugada com um barulho esquisito. Achei que fosse ladrão.
Mas, depois de um tempo percebi que era o meu próprio estômago. Roncando de dar medo.
Tomei um litro de chá. Fiquei mijando o resto da noite.
Anotação: Nunca mais tomo chá de camomila.

Quarto dia de dieta.
Estou começando a odiar salada. Me sinto uma vaca mascando capim. Estou meio irritada.
Mas acho que é o tempo. Minha cabeça parece um tambor. J. comeu uma torta alemã hoje no almoço. Mas eu resisti. Anotação: Odeio J.

Quinta dia de dieta.
Juro por Deus que se ver mais um pedaço de queijo branco na minha frente, eu vomito! No almoço, a salada parecia rir da minha cara. Gritei com o boy hoje! E com a J. Preciso me acalmar e voltar a me concentrar. Comprei uma revista com a Gisele na capa. Minha meta. Não posso perder o foco.

Sexto dia de dieta.
Estou um caco. Não dormi nada essa noite. E o pouco que consegui sonhei com um pudim de leite.
Acho que mataria hoje por um pedaço de brigadeiro…

Sétimo dia de dieta.
Fui ao médico. Emagreci 250 gramas. Tá de sacanagem! A semana toda comendo mato.
Só faltando mugir e perdi 250 gramas! Ele explicou que isso é normal. Mulher demora mais emagrecer, ainda mais na minha idade. O FDP me chamou de gorda e velha!
Anotação: Procurar outro médico.

Oitavo dia de dieta.
Fui acordada hoje por um frango assado. Juro! Ele estava na beirada da cama, dançando can-can.
Anotação: O pessoal do escritório ficou me olhando esquisito hoje, J. diz que é porque estou parecendo o Jack do Iluminado.

Nono dia de dieta.
Não fui trabalhar hoje. O frango assado voltou a me acordar, dançando dança-do-ventre dessa vez. Passei o dia no sofá vendo tv. Acho que existe um complô. Todos os canais passavam receita culinária. Ensinaram a fazer Torta de morangos, salpicão e sanduiche de rocambole.
Anotação: Comprar outro controle remoto, num acesso de fúria, joguei o meu pela janela.

Décimo dia de dieta.
Eu odeio Gisele B.

Décimo primeiro dia de dieta.
Chutei o cachorro da vizinha. Gritei com o porteiro. O boy não entra mais na minha sala
e as secretárias encostam na parede quando eu passo.

Décimo segundo dia de dieta.
Sopa. Anotação:Nunca mais jogo poquer com o frango assado. Ele rouba.

Décimo terceiro dia de dieta.
A balança não se moveu. Ela não se moveu! Não perdi um mísero grama! Comecei a gargalhar. Assustado o médico sugeriu um psicologo. Acho que chegou a falar em psiquiatra.
Será porque eu o ameacei com um bisturi?
Anotação: Não volto mais ao médico, o frango acha que ele é um charlatão.

Décimo quarto dia de dieta.
O frango me apresentou uns amigos. A picanha é super gente boa, e a torta,
embora meio enfezada, é um doce.

Décimo quinto dia de dieta.
Matei a Gisele B! Cortei ela em pedacinhos e todas as fotos de modelos magérrimas que tinha em casa.
Anotação: O frango e seus amigos estão chateados comigo. Comi um pedaço do Sr. Pão. Mas foi em legítima defesa. Ele me ameaçou com um pedaço de salame.

Décimo sexto dia.
Não estou mais de dieta. Aborrecida com o frango, comi ele junto com o pão.
E arrematei com a torta. Ela realmente era um doce.

Por Moça – que apesar de estar acima do peso, se recusa a fazer dieta.

%d blogueiros gostam disto: