Advertisements

eu

tonny 23
“Eu tenho medo de tudo. Eu tenho medo do que vi, do que fiz e de quem eu sou. Acima de tudo, eu tenho medo de sair desta quarto e nunca mais sentir em toda a minha vida o que eu sinto quando estou com você”.

 

 

 

cant

“Eu e um espelho…

Desculpe-me por minha ausência de disposição ou digamos pelo o meu desarranjo… Mas às vezes, deixo de situar meu jeito com as coisas, e minha habilidade diante de certos acontecimentos.. O planeta me expõe olhares indefinidos, vagos… E definitivamente e corajosamente, eu enfrento os vácuos, a solidão e as incertezas.. Os pensamentos incertos são capazes de nos derrubar, e o “só existir” induz sem contestar aos afazeres que nos cansam, mas mesmo assim, a gente se indaga, contudo, não contesta, e faz!! São tantas dúvidas engasgadas e que insistem permanecer.. Por que o meu momento não chega? A paz de espírito que tanto busco? O amor que tudo se faz, tudo se tem e tudo se doa, e nada se cobra? Por que o tudo ainda é pouco? Bem, a verdade é que a fortuna não fica por aí buscando sortudos nas esquinas!!! Atravessamos toda a nossa existência arriscando, desejando, presumindo, aguardando por longos anos, sem termos certezas de nada!! Bora lá chega de cara amarrada, medo, incerteza, e do “existir”, porque é preciso viver com garra, substância, essência, e abandonar, manias, costumes e rituais!!! Que tal tentar modificar o texto e inverter a culpa? A hora é essa!!! Faço dessas palavras uma oração diária: despeço da tristeza, do medo, dos erros e assumo que minha felicidade depende somente e unicamente de mim!”

Advertisements

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: