Advertisements

poema-05

ADORAÇÃO
Deixa que te confesse em poesia:
O meu sentir, a minha dor imensa,
O mal de te perde. Sou o que pensa
Em ti, a toda a hora, noite e dia.

Deixar adorar-te assim, em poesia,
Nas rimas que fizer e os meus versos,
Mesmo que os deite fora, ainda dispersos
Hão de lembrar-te aquele os fazia.

Deixa dizer-te, amor, o meu sofrer
E que me entregue a ti desta maneira
E me sinto feliz por ti dizer.

Deixa abraçar-te em cada rimas loucas.
E os versos que dizer a vida inteira,
São beijos que darei na tua boca.

Advertisements

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: