Advertisements

poemas-01

Saudades sem Fim

Em silêncio
Meus pensamentos te buscam
O tempo se congela
E canções alimentam a alma.
A saudade
Torna-se dona de mim.
As estrelas me enfeitiçam
Como o encanto de seu olhar.
Tento ser forte
Suportando a saudade
E segurando as lágrimas,
Mas é inútil
Pois a noite é amiga da saudade
E unidas elas me vencem
E me faz render-se.
A saudade me prende
E as lágrimas me desobedecem,
Nada me faz esquecer
Nem passa-tempos me distraem
Cada gesto,
Cada olhar,
Está você…
Minha alma parece estar unida a sua
Pois já busquei mil maneiras
De lidar com a saudade
Mas ela sempre me vence…
É mais forte que meus instintos
É maior que meus limites
É uma
Incompatível Saudade.

PENSO EM TI
Eu penso em ti, contemplando a aurora,
No fim de tarde, a toda hora eu penso em ti,
Caminhando à margem do rio, sinto um profundo vazio,
E sozinho em meu caminho, eu penso em ti.
Em penso em ti, com a cabeça ao travesseiro,
No trabalho, o tempo inteiro, eu penso em ti,
Quando ouço uma canção, você invade meu coração,
E entre lembranças e esperanças, eu penso em ti.

Eu penso em ti, numa roda de amigas,
Recordando fatos antigos, eu penso em ti,
Foragida noutros braços, beijando outra boca,
Dançando com alguém, por mal ou por bem,
Eu penso em ti.

Quisera aprender a te esquecer, ou pelo menos pensar
Que você não existe, mas a saudade insiste…
E novamente eu penso em ti.

“Eu penso em ti, quando não quero pensar,
Confesso que muitas vezes dá raiva de lembrar,
Mas… Eu penso em ti,
O que é que eu vou fazer?
Eu penso em ti,
Eu penso em ti
Porque não dá para te esquecer’

.

Advertisements

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: