Advertisements

recordar-e-viver

     “… Às vezes é preciso
destravar as portas,
abrir todas as janelas,
destravar os cintos da insegurança
e decolar…
para assistir a terra de luneta,
comer pipoca sentada na lua,
escorregar pelas pontas das estrelas,
dançar no ventre das nuvens,
sonhar em outros planetas.
Às vezes é preciso
ficar só…
com um papel e uma caneta…”

Somos iguais!

Como é que eu posso te deixar ir embora assim?
Apenas deixar você partir sem deixar traços?
Quando eu fico aqui respirando o mesmo ar que você
Você é a única pessoa que realmente me conheceu completamente
Como você pode simplesmente fugir de mim?
Quando tudo o que posso fazer é ver você partir
Pois nós rimos juntos e sofremos juntos…
E até mesmo choramos juntos
Você é a única pessoa que me realmente me conheceu complemente
Então, olhe para mim agora
Bem, existe apenas um espaço vazio
E não há nada aqui prá lembrar-me
Apenas a lembrança de teu rosto
Então, olhe para mim agora
Bem, existe apenas um espaço vazio
E sua volta para mim é “improvável”
E é isso que tenho que enfrentar
Gostaria de poder apenas fazer você olhar para trás,
Olhar para trás e me ver chorar
Há tanta coisa que eu preciso te dizer
E tantas razões para isso
Então, olhe para mim agora
Bem, existe apenas um espaço vazio
Mas esperar você é tudo que posso fazer
E é isso que tenho que enfrentar
Então, olhe para mim agora
Sim, eu ainda permanecerei aqui
E sua volta para mim é “improvável”
É um risco que tenho de correr
Olhe para mim agora

 

Advertisements
%d bloggers like this: